Otimização de sites: bicho de quantas cabeças?

Quando falo de SEO (Search Engine Optimization), muitas pessoas me olham com aquela típica cara de “Hein?!”. Neste artigo, pretendo falar um pouco sobre esse mundo que muitos consideram misterioso, que não passa de algumas boas práticas que devem ser implementadas durante a produção do seu site

E o que é esse tal de SEO?

Search Engine Optmization, traduzido do inglês otimização para mecanismos de busca, temos como mecanismos de busca na web mais conhecidos Google, Yahoo Answer, Bing, entre outros.

O SEO, falando em linhas gerais, tem como intenção otimizar seu site para que estes  mecanismos de buscas os “achem” dentre muitas outras e exiba como resultado das buscas feitas pelos internautas nos mecanismos de busca. Abaixo vou listar algumas coisas simples que ajudam seu site a ser melhor encontrado pelos mecanismos de busca:

  1. Otimize seu HTML: tente seguir os padrões da W3C, órgão que regulariza os padrões de internet, ao produzir seu HTML. Produzindo seu site utilizando o padrão da W3C, você facilita a indexação da sua página pelos mecanismos de buscas.
  2. Otimize seu conteúdo: pode parecer besteira, mas para os mecanismos de busca o conteúdo que está no seu site é bem relevante sim. Para os mecanismos de busca, quanto mais relevante seu conteúdo em relação a busca do internauta, melhor é seu Page rank (Page rank é basicamente a posição que sua página de internet aparece como opção de link para o internauta), ou seja, quanto mais relevância você tiver maior será seu Page Rank.
  3. URL amigáveis: ao invés de usar aquelas URL’s cheias de parâmetros que algumas linguagens de programação como o PHP e o .NET geram, tente utilizar URL sem elas, em último caso mantenhas esses parâmetros. Crie URL’s relevante aos conteúdos, por exemplo, se na página em específico o assunto predominante é SEO entaão o idela é que sua url seja HTTP://www.seudominio.com.br/ search-engine-optimization.html.
  4. Utilize meta tags: utilize algumas meta-tags, como por exemplo descrpition, keywords, language, etc. Para saber mais sobre o que são, como funcionam, quais tipos existem e como utilizar acesse o site da Info Wester e veja o post “Meta Tags – O que são e como utilizá-las” por Erika Sarti.

Com algumas boas práticas, você consegue melhorar o Page Rank da sua página, e assim por conseqüência consegue ter mais acessos nela. Além de otimizações de conteúdo, de HTML e afins, existem mais algumas coisas que ajudam.

  1. Utilize Roboots.txt: são basicamente arquivos de texto que dizem para os buscadores se devem ou não indexar aquele conteúdo, com a intenção de evitar que você perca Page Rank por fornecer conteúdo sem relevância.
  2. Utilize sitemaps.xml: que é um arquivo de XML onde você delimita a url a da página e o tempo que ela atualizada. Isso também ajuda os buscadores a indexarem sua página.

Uma ferramente muito boa para controlar tudo isso e otimizar seu site é o Webmsatertools do Google.

Em resumo, algumas práticas bem simples pode te ajudar a melhorar a aparição de seu site nos mecanismo de buscas para os internautas.

Espero que tenha esclarecido o básico.

SEO é um assunto bem extenso e ainda existe muito mais coisas a serem exploradas, explicadas e ensinadas, mas isso fica para um próximo post.

Leiam também a respeito do HTML semântico, algo que ainda não está muito bem definido, mas ajuda muito no SEO. O post “HTML semântico? Afinal, o que é isso?”, por Wellington Bastos, ajuda a esclarecer um pouco a respeito desse novo HTML.